Os Salesianos

Padre Dom Bosco Becchi, um povoado do norte da Itália, nas colinas do Piemonte, no começo do século XIX. Entre alguns sítios, ficava a pequena casa da família Bosco, que servia ao mesmo tempo de moradia, de granja e de estábulo.

Em 16 de agosto de 1815, a família cresceu em número com o nascimento do pequeno João. João tem apenas dois anos quando seu pai falece de repente.

Mamãe Margarida não desanima: "Deus está aqui. Confiança meus filhos. Papai, lá do céu, espera que vocês sejam corajosos". E ela dá o exemplo, assumindo as pesadas tarefas de governo e sustento da família. Seus três filhos a ajudam, mesmo João que ainda é pequenino.

A austeridade e as privações marcaram os seus primeiros anos de vida: a morte do pai, a fome sofrida naquele ano, a saída de casa para buscar trabalho na casa de um conhecido da mãe, as atitudes negativas do irmão de sangue, Antônio. Tudo isso deve ter influenciado muito na estruturação da personalidade de João Bosco, não tanto pelas privações materiais, quanto pela lacuna afetiva que supõe.

Dom Bosco entre os Jovens João lutou muito para poder estudar e alcançar o ideal com o qual um dia sonhara: tornar-se amigo e protetor dos jovens! Completados seus estudos no Seminário, João é ordenado Sacerdote no dia 5 de junho de 1841. Durante três anos, Dom Bosco aprende a ser padre com o P. Cafasso, em Turim. Descobre o espetáculo desolador da miséria e da violência da juventude de Turim. O espetáculo das prisões impressionava-o mais profundamente.

Essas primeiras experiências despertaram e afirmaram nele a convicção de estar chamado para um trabalho sério em favor da juventude pobre e abandonada.

Dom Bosco deu o nome de "Oratório Festivo" às reuniões que fazia com seus jovens. O "Oratório" era definido com um "lugar destinado a divertir os jovens com agradáveis divertimentos, após haverem cumprido as obrigações religiosas". O qualificativo "festivo" indicava que o Oratório de Dom Bosco funcionava somente aos domingos e dias de festa.

Dom Bosco entre os Jovens Hoje com a palavra Oratório nós podemos designar o espírito juvenil que perpassa toda a obra de Dom Bosco e da família salesiana. O próprio Dom Bosco define toda a sua obra oratoriana como uma CASA para os que não a tem, uma PARÓQUIA para os sem paróquia, uma ESCOLA acessível aos que não a podem frequentar em outra parte e um PÁTIO para se divertir e desfrutar amizades.

Traços de uma vida:

Dom Bosco entre os Jovens Nome: João Bosco
Nascimento: 16 de agosto de 1815, em Becchi (Itália)
Residência: Turim (Itália)
Altura: 1,63m, aproximadamente
Aparência: Rosto redondo, olhar profundo
Sinais particulares: Amor sem limite pelos jovens; otimismo e bom humor.
Morte: 31 de janeiro de 1888, em Turim
Canonização: 1º de abril de 1934
Características: Vontade de ferro; trabalhador incansável (“Descansaremos no Paraíso”, dizia aos seus salesianos)
Seu jeito: Muito gentil e simpático com as pessoas
Devoções: Amor à Eucaristia, à Maria Auxiliadora dos Cristãos, à Igreja (unidos em torno do Papa)
Coração: Ardoroso, grande como o mar
Habilidades: Inteligência prática, hábil nos negócios, realista, memória extraordinária
Fundador: Dos Salesianos, das Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas), dos Salesianos Cooperadores, da Associação de Maria Auxiliadora
Seu maior desejo: "Eu vos espero a todos no Paraíso"

Assinatura:

Assinatura de João Bosco